Currículo

FOTO RIZZZO PB

Antonio Rizzo

Graduado em EDUCAÇÃO ARTÍSTICA, LICENCIATURA PLENA EM  ARTES PLÁSTICAS pela FAP ( Faculdade de Artes do Paraná).

Ampliou seus conhecimentos através de cursos na área da arquitetura como: Paisagismo, Universidade Gama Filho-Rio de Janeiro RJ;

Auto Cad e desenho em 3D, Escola de Informática-São Gonsalo RJ;

Composição, Secretaria de Cultura, orientado por Ronald Simon-Curitiba Pr;

Participou de vários cursos dentro do cenário das Artes como: Escultura em Bronze, orientado por Elvo Benito Damo, Performance por Guto Lacaz, Aquarela por João Rossi entre outros. Frequentou atelier livre de Escultura em Cerâmica e Gravura em Metal, Xilo e Lito e realizou estudos com artistas consagrados como: Leila Pugnalonni, Alberto Massuda, Poty Lazaroto, Luiz Paulo Baravelli, Ferreira Gular e Fayga Ostrower.

Passou por vários movimentos, desenvolvendo seu talento na pintura, escultura e murais, criando um estilo próprio e inconfundível. Em 1983 muda-se para Curitiba onde freqüenta faculdade de Artes, funda o Grupo performático PH4 e participa dos principais eventos artísticos do estado do Paraná. Em 1988 atraído pela magia da Bahia, muda-se para Porto Seguro onde se destaca como artista contemporâneo pela irreverência e criatividade apresentada em Salões e Exposições e obras públicas. Em seu apreciável currículo esta registrado 11 exposições individuais, 15 prêmios, mais de 80 participações em mostras coletivas e várias obras em espaços públicos. Desde 2004 divide seu tempo entre a Espanha e o Brasil, onde desenvolve estudos e trabalhos de arte, paisagismo e decoração de exteriores.

CURRÍCULO

CURSOS EXTRA CURRICULARES:

AQUARELA

Orientador: João Rosssi

Realização: Solar do Barão, Curitiba, PR.

Carga Horária: 30 horas

Período: 18 a 22 de outubro de 1983

 

1º CICLO DE PALESTRAS SOBRE ARTES PLÁSTICAS

Orientador: Luiz Paulo Baravelli

Realização: Biblioteca Pública PR. / MAC, Curitiba, PR.

Carg Horária: 20 horas.

Período: 15 a 29 de agosto de 1983

 

DESENHO E PINTURA SOBRE TELA

Orientador: Alberto Massuda

Realização: Centro de Criatividade de Curitiba.

Carga Horária: 40 horas

Período: 5 a 20 de julho  de 1983

 

FABRICAÇÃO E MANIPULAÇÃO DE BONECOS

Orientador: Leonil Lara

Realização: ARTEMAR (Ass. dos Artistas de Maringá)

Carga Horária: 40 horas

Período: 5 a 26 de janeiro de 1983

 

2º CICLO DE PALESTRAS SOBRE ARTES PLÁSTICAS

Orientador: Paulo Leminsk

Realização: Biblioteca Pública PR./ MAC, Curitiba, PR.

Carg Horária: 20 horas.

Período: 27 a 31 de agosto de 1984

 

XXV CONGRESSO MUNDIAL DE EDUCAÇÃO ATRAVÉS DA ARTE INSEA-84

Realização: SEBREARTE (Soc. Brasileira de educação através da Arte)

Carga Horária: 40 horas.

Período: 22 a 27de julho de 1084

 

METODOLOGIA DA MÚSICA

Orientador: Adelaide Moritz

Realização: FEMP (Faculdade de Música e Belas artes do Paraná), Curitiba, PR.

Carga Horária: 20 horas.

Período: 20 a 25 de abril de 1084

 

ESCULTURA EM BRONZE (Téc. da Cera Perdida)

Orientador: Elvo Benito Damo.

Realização: Secretaria de Cultura de Curitiba.

Carga Horária: 80 horas

Período: de março a maio de 1985

 

COMPOSIÇÃO

Orientador: Ronald Simon

Realização: Secretaria de Cultura de Curitiba.

Carga Horária: 40 horas

Período: 2 a 20 de agosto  de 1985

 

DESENHO DA FIGURA HUMANA

Orientador: Leila Pugnalonni

Realização: Secretaria de Cultura de Curitiba.

Carga Horária: 40 horas

Período: 2 a 7 de março  de 1986

 

O OLHAR

Orientador: Fayga  Ostrower, Ferreira Gular

Realização: MAC (Museu de Arte Contemporânea) Curitiba, Pr..

Carga Horária: 16 horas

Período: 7 a 9 de julho  de 1986

 

GRAVURA (Xilo, Metal e Litogravura)

Realização: Atelier Livre Solar do Barão, Curitiba, Pr..

Período: de agosto a novembro  de 1986

 

FOTOGRAFIA

Orientador: Marcos Pereira

Realização: Estúdio MP

Carga Horária: 40 horas

Período: 4 a 28 de junho de 1987

 

ESCULTURA EM CERÂMICA

Realização: Atelier Livre Centro de Criatividade, Curitiba, Pr..

Período: de março a julho  de 1987

 

PROJETO AGORA

Oficina de Performance e Palestras.

Orientador: Guto Lacaz.

Realização: Ass. Prof. dos Art. Plásticos. do Paraná

Carga Horária: 30 horas

Período: 25 a 28 de maio de 1988

 

AQUARELA

Orientador: Marcel Viller

Realização: Escola de Arte, Alaior, España

Carga Horária: 40 horas

Período: 5 a 25 de janeiro de 2006

 

ATUAÇÃO COMO ARTE EDUCADOR:

Cursos orientados por Antonio Rizzo

Curso: DESENHO E PINTURA SOBRE TELA

Local: Atelier Livre Thalia, Curitibá, Pr.

Período: 1983 a 1986

 

Curso: DESENHO, AQUARELA E DESENVOLVIMENTO DA CRIATIVIDADE

Local: Centro de Ação Cultural de Maringá, Pr.

Carga horária: 84 horas

Período: 1 a 31 de julho de 1986

 

Curso: DESENVOLVIMENTO DA CRIATIVIDADE

Local: Faculdade de Educação Artística de Londrina, Pr.

Carga horária: 40 horas

Período: 1 a 10 de julho de 1987

 

Curso: DESENHO E PINTURA SOBRE TELA.

Local: Atelier Casa Tapuia, Porto Seguro, Ba.

Período: 1999 a 2003

 

Curso: EXPRESSÃO ARTÍSTICA

Local: Espaço Mostra D & D, Poarto Seguro Bahia, Ba.

Carga horária: 40 horas

Período: 1 a 10 de abril de 2001

ATUAÇÃO COMO ARTÍSTA PLÁSTICO:

 

INDIVIDUAIS

84-Galeria Marambáia, Camboriú-SC.

86-Galeria CESC Centro, Curitibá-Pr.

87-Galeria  Banestado, Ponta Grossa-Pr.

-Espaço Cultural Country Club, Londrina-Pr.

88-Espaço Cultural Solar do Barão, Curitibá-Pr.

-Espaço Cultural SANTUR, Camboriú-SC.

90-Casa de Cultura Prof, Waldemar Mello, Matão-SP.

-Galeria Conceição dos Bugres, Campo Grande-MS.

-Galeria Rua Principal, Barretos, SP.

04-Galeria da Preta, Porto Seguro, BA.

– Sala de Exposiciones El Roser, Ciutadella de Menorca, España.

 

PRÊMIOS

30ºSalão de artes Plásticas Para Novos, Campo Mourõa-Pr.

III-Salão da Paisagem Paranaense, Maringá-Pr.

IV-Mostra do Mini Quadro,Curitibá-Pr.

44ªSalão Paranaense, Curitiba-Pr.

12ªSalão de Jacarézinho de Arte Moderna, Jacarézinho-Pr.

1ª Salão Moniquence de Artes Plásticas, Curitibá-Pr.

49ªSalão Paranaense, Curitibá-Pr.

4ª Salão de Artes do Banestado, Curitibá-Pr.

13ªSalão de Jacarézinho de Arte Moderna, Jacarézinho-Pr.

X-Salão Regional de Artes Plásticas da Bahia, Porto seguro-Ba.

XII-Salão Regional de Artes Plásticas da Bahia, Porto Seguro-Ba.

XIII-Salão Regional de artes Plásticas da Bahia,Valença-Ba.

XIX-Salão Regional de Artes Plásticas da Bahia, Porto Seguro-Ba.

1ª Salão de Artes Plásticas da Costa do Descobrimento, Eunápolis-Ba.

XXIX-Salão Regional de Artes Plásticas da Bahia, Porto Seguro-Ba.

 

COLETIVAS

1983 –I Coletiva ARTEMAR, Maringá, Pr.

-Mostra Universitária de ARTE CONTEMPORÂNEA, FEMP, Curitiba, Pr.

-III Coletiva ARTEMAR, Anhambi, São Paulo, SP.

1984 –Mostra Jovem Arte Sul, MAC, Curitiba, Pr.

-Mostra Maringá/Londrina, MAC, Curitiba, Pr.

-3º Mostra do Miniquadro, Secretaria de Cultura do Paraná, Cutitibá, Pr.

– III Salão de Artes  THALIA, Curitiba, Pr.

1985 –IV Salão de Artes  THALIA, Curitiba, Pr.

-4ª Salão de Artes Plásticas BANESTADO, Curitiba, Pr.

-Coletiva Guairá II, MAC, Curitiba, Pr.

-12ª Salão de Jacarezinho de Arte Moderna, Jacarezinho, Pr.

-VIII Mostra de Arte da CEU., Curitiba, PR.

1986 –I Mostra Grupo Varanda, Sala Bandeirantes, MAC, Curitiba, Pr.

-II Mostra Arte 3, MAC, Curitiba, Pr.

-II Mostra Grupo Varanda, Gal. Banestado, Londrina, Pr.

-Exposição Artistas Premiados 86, Gal. Ghignone, Londrina,Pr.

-30º Salão de Artes Plásticas Para Novos, C. Mourão, Pr.

– IIIº Mostra Moniquense de Artes Plásticas, Curitiba, Pr.

-13ª Salão de Jacarezinho de Arte Moderna, Jacarezinho, Pr.

-43ª Salão Paranaense, MAC, Curitiba, Pr.

-IV Mosta do Mini Quadro, Curitiba, Pr.

-III Mostra Grupo Varanda, ECSC, Maringá, Pr.

-44ª Salão Paranaense, MAC, Curitiba, Pr.

-19ªSalão Nacional, Museu da Pampulha,B. Horizonte, MG.

-Iº Coletiva Artistas de Maringá, Secretaria de Cultura, Maringá, Pr.

1987 -Exposição O Desenho do Sul, UFSC, Florianópolis, SC.

-I Salão Moniquense de Artes Plásticas, Curitiba, Pr.

-I Mostra Grupo PH4, MAC, Sala Miguel Bakun, Curitiba, Pr.

-Exposição O Desenho do Sul, UFRS, Porto Alegre, RS.

-III Salão da Paisagem Paranaense, Maringá, Pr.

-Mostra o Nu Como Tema, Museu Guido Viaro, Curitiba, Pr.

-Esposição O Desenho do Sul, CCM, Montevidéu, Uruguai.

1988 -Mostra ARTE 88, Centro Cultural Solar do Barão, Curitiba, Pr.

-II Mostra  Grupo PH4, Museu Guido Viaro, Curitiba, Pr.

-Mostra CROMOCLIP, Grupo PH4, Teatro Guairá, Curitiba, Pr.

-Mostra CROMOCLIP, Grupo PH4, Teatro Belas Artes, Curitiba, Pr.

1989 –I Mostra O Retrato, Galeria Acervo, S.J.Rio Preto, SP.

-II Mostra O Retrato, Galeria Art Nouveau, Araçatuba, SP.

1990 –III Mostra O Retrato, Secr. De Cultura, Bebedouro, SP

-5º Salão Paranaense da Paisagem, Secretaria de Cultura, Maringá, Pr.

1992 –Coletiva Artistas da Bahia, Palácio da Cultura, Rio de Janeiro, RJ.

-Coletiva ASCAE, ECO 92, Rio de Janeiro, RJ.

-49ª salão Paranaense, MAC, Curitiba, Pr.

-Mostra ECO 92, Espaço Cultural B. Brasil, P. Seguro, Ba.

-Mostra ECO 92, Centro Cultural, Sta. Cruz Cabralia, Ba.

1993 –X Salão Regional de Artes Plásticas, P. Seguro, Ba.

-II Bienal do Recôncavo, Espaço Danneman, São Felix, Ba.

-Coletiva A Arte do Sul da Bahia, Espaço Cultural B. Brasil, P. Seguro, Ba.

1995 –XII Salão Regional de Artes Plásticas, P. Seguro, Ba.

-XIII Salão Regional de Artes Plásticas, Valença, Ba.

-Coletiva PREMIADOS 95, MAM, Salvador, Ba.

1996 –Coletiva VERÃO OURO, Espaço Cultural B. Brasil, P. Seguro, Ba.

 

1997 –I Cultura Mix, Espaço Galápagos, Arraial d’Ajuda, Ba.

-XVII Salão Regional de Artes Plásticas, V. da Conquista, Ba.

-II Cultura Mix, Espaço Galápagos, Arraial d’Ajuda, Ba.

-XVIII Salão Regional de Artes Plásticas. Itabuna, Ba.

-III Cultura Mix, Espaço Chauã, P. Seguro, Ba.

-XIX Salão Regional de Artes Plásticas, P. Seguro, Ba.

-XX Salão Regional de Artes Plásticas, Valença, Ba.

 

1998 –Coletiva PREMIADOS 97, MAM, Salvador, Ba.

-IV Cultura Mix, Espaço Galápagos, Arraial d’Ajuda, Ba.

-Exposição SINGULARIDADE, Galeria ACBEU, Salvador, Ba.

-1ª Salão de Artes Plásticas da Costa do Descobrimento, Eunápolis, Ba.

1999 –Mostra O Redescobrimento, Espaço Galápagos, Arraial d’Ajuda, Ba.

-Mostra Erótica, Espaço Galápagos, Arraial d’Ajuda, Ba.

2000 –V Cultura Mix, Espaço Galápagos, Arraial d’Ajuda, Ba.

-Exposição A FORMA DA PALAVRA, Casa Tapuia, P. Seguro, Ba.

-XXIX Salão Regional de Artes Plásticas, P. Seguro, Ba.

-Mostra PREMIADOS 99, Galeria Solar Ferrão, Salvador, Ba.

2001 -Exposição 100 artistas Plásticos da Bahia, Museu de Arte Sacra, Salvador, Ba.

 

2005 – Colectiva de Sant Joan, Galeria Art Joc, Ciutadella de Menorca, España.

-Art Erótica, Galeria Art Joc, Ciutadella de Menorca, España.

-1º Mostra de Cultura Popular de les Illes Balears, Sineu, Maiorca, España.

– Mercat d Art, Petit Format, Gal. El Roser, Ciutadella de Menorca, España.

2007 – Salão de Artes de Mahon, España.

– Coletiva Itinerante EL VENTO, ENTREMANS, Ferreries, Mercadal, Alaior, ES.

2016 – Esposição Xilografos, Sec. Municipal de Maringá, Pr.

 

OBRAS EM ESPAÇO PÚBLICO

O Esporte, Ginásio de Esportes, Dr. Camargo, Pr.

Monumento aos Corretores de Imóveis,Av. Brasil, Maringá, Pr.

A Caminho dos 500 Anos, Praça P.A.Cabral, P. Seguro, Ba.

Ancoras da Paz, Praça amigos da Marinha, P. Seguro, Ba.

O Pescador, Praça São Pedro, P. Seguro, Ba.

Seresta, Calçadão da Rua Assis Chateaubriand, P. Seguro, Ba.

Riquezas Acrícolas, Praça da Rodoviária, Itamarajú, Ba.

Monumento A Aeronáutica, Praça Brig. Eduardo Gomes, Arraial d’Ajuda, Ba.

Cacique Pataxó, Monte Pascoal Praia Hotel, P. Seguro, Ba.

Índio, Praia das Pitangueiras, P. Seguro, Ba.

Monumento Aos 500 Anos do Brasil, Praça do Relógio, P. Seguro, Ba.

A Raça Brasileira, Colégo César Borges, P. Seguro, Ba.

Cor, Calçadão da Rua Assis Chateaubriand, P. Seguro, Ba.

Evolução do Planeta, Jocotoka Eco Resort, Corumbau, Ba.

Velas, Condomínio Porto Porá, Porto Seguro, Ba.

Preservação, Parque Nacional Pau Brasil, Porto Seguro, Ba.

Monumento Histórico, Itapebi, Ba.

Mural Alegoria, Escola Municipal Es Puet, Alaior, España.

Mural Museu Histórico de Maringá, Pr.

Mural Tomazi, Hotel Tomazi, Maringá, Pr.

Esculturas Famíla de Camponeses, Museu Historico de Maringá, Pr.

Mural Caminhos, COCAMAR, Maringá, Pr.

Apresentações

Meu primeiro encontro com o trabalho de Antônio Rizzo aconteceu em 1993, no VII Salão Regional de Artes Plásticas, realizado em Porto Seguro. Desde aquele momento tive a certeza que estava diante de um artista que já possuía um caminho percorrido e  uma possibilidade sem tamanho.

Quando voltei a ver  sua obra, no salão seguinte, em 1995, a minha certeza ficou   mais sólida, seu trabalho estava ainda melhor e apresentava sutileza de mestre. A “pintura/desenho”, realizada por Rizzo, intitulada “Objeto II” era de uma contemporaneidade fora de série,  a economia de cores e sabedoria dos traços encantaram todo o júri e mais uma vez, o artista era um dos grandes premiados.

Em todos os salões que se seguiram, as surpresas e as ousadias enviadas por ele foram mais que gratificante, para nossa felicidade como organizadores daqueles eventos, para os olhos do grande público e, sobretudo, para os outros participantes que estiveram sempre instigados a produzirem cada vez melhor, a partir do que estavam observando.

Agora em 2004,  volto a ter contato com Rizzo e fico surpreso com a sua recente produção. Estou diante de um artista mais uma vez renovado, desligado de compromissos conceituais, algumas vezes assumidos em tempos passados,  plenamente sintonizado com os seus dias de vivências atuais e fiel a qualidade do ato de pintar.

A pintura atual de Antonio Rizzo é a reapresentação do momento em que ele vive. Da tranqüilidade e do equilíbrio que aprendeu a conquistar. É resultado de observações interiores, traduzidas através das cores e do ambiente em que vive. É a simplificação de momentos felizes, conscientes e capazes de explorar o lado bom da vida.

Justino Marinho.

“Através do projeto ‘Homenagem à Cultura’, o artista plástico Antonio Rizzo demonstra toda a sua preocupação em resgatar a cultura local em sua essência, livre das imposições da mídia e do mercado. Cada obra traduz a sensibilidade de um artista comprometido com a valorização da cultura e da identidade de uma comunidade desarticulada e dispersa, onde quase tudo o que se produz é voltado exclusivamente para o turismo de massas. A obra de Rizzo traz a força de um artista que luta para que a arte não se torne banal e vazia. Suas esculturas revelam a face de pessoas comuns, que através do seu trabalho escrevem a história da cidade dia após dia. Elas mexem com a emoção e ampliam o acervo artístico e cultural do Sítio Histórico do Descobrimento.”

Hilda Rodrigues – Editora do Jornal do Sol

“Antonio Rizzo é um artista informal que pesquisa e recria formas. Prever sua próxima obra é tarefa impossível, sua versatilidade e criatividade sempre nos surpreende. Utilizando a técnica do concreto armado estrutura formas em balanço harmoniosamente equilibradas e ao mesmo tempo em movimento contínuo, o que identifica o domínio total da técnica. Observando seus croquis realizados na década de 80 nas praças de Curitiba percebe-se que o movimento do corpo é fundamental para este artista e que o movimento não ocorre por acidente, é  resultado de estudo e de sua imensa cultura visual. Suas obras são expressivas, intensas, completas de vitalidade. Rizzo oferece através de sua criação tridimensional em  Espaço Público uma parcela de valorização muito importante à história das artes plásticas da Bahia.”

Julio César Alcântara – Escritor

“Seu trabalho é capaz de superar vinculações e conseguir pelo ato criativo livre chegar a formulações de trabalhos, pinturas, objetos e instalações eivados dos mais puros sentimentos, onde a imprevisibilidade do ato criativo se alinha à singularidade expressional desse artista, conseguindo assim resultados totalmente pessoais, plenos da universalidade que identifica toda verdadeira obra de arte.”

Eduardo Evangelista – Crítico de Arte da Association International Dês Critique d’Art

“Antonio Rizzo recria a forma e sugere uma nova idéia através da relação com a matéria, sempre a procura do que não existe. Sua obra não oculta o processo criativo, revela  a maestria de seu desenho e a riqueza da elaboração formal expressionista tanto pelas deformações quanto pelas cores…”

Aurélio Benite, Jornalista e Crítico de Arte

“…Inquieto, anárquico, aquático, tende sempre para soluções também inquietas, no entanto não são obras angustiadas, pelo contrário, há sempre um bom humor, uma alegria de estar vivo, uma vontade de estar jovem, revelando a sensação do prazer, do calor e da cor…”

João Henrique Calabresi, Crítico de Arte e Diretor do Museu de Arte Contemporânea  do Paraná.
Anúncios